Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Comissão de Educação convoca Audiência Pública sobre legislação para transferência assistida de alunos

Comissão de Educação convoca Audiência Pública sobre legislação para transferência assistida de alunos

por Diretoria de Comunicação — publicado 14/09/2017 14h50, última modificação 04/12/2017 18h15
Comissão de Educação convoca Audiência Pública sobre legislação para transferência assistida de alunos

Comissão de Educação convoca Audiência Pública

A Vereadora e Presidente da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Janete Aparecida se reuniu na última quarta-feira (13) com a equipe da Consultoria Jurídica do Legislativo, o Vereador Raimundo Nonato, Sr. João Souza Cintra do Colegiado de Diretores da rede Municipal e a servidora da Superintendência Regional de Ensino Sra. Maria Aparecida de Mesquita para debater novamente sobre as questões em volta da transferências assistidas de alunos nas escolas. As propostas para criação de uma legislação a respeito da transferência assistida de alunos serão discutidas em Audiência Pública. De acordo com Janete na última reunião ficou deliberado que o Sr. João Renato que levaria o assunto ao Colegiado de Diretores da rede municipal para um apanhado de ideias para confecção da legislação necessária para garantir a transferência assistida e matrícula dos alunos, também seria levado ao Colegiado de Diretores da rede Estadual pela Sra. Nagete.

Segundo informações da reunião foi enviado e-mail pelo Sr. João Renato Souza Cintra com proposições para elaboração de projeto de lei para legislar sobre a transferência assistida, porém, não houve resposta em tempo hábil. Ao fim da reunião foi deliberado pela Comissão de Educação que o assunto pertinente a legislação para a transferência assistida de alunos, seja debatida em uma Audiência Pública marcada para dia 18 de outubro de 2017 a partir das 18 horas no plenário da Câmara Municipal de Divinópolis.


TRANSFERÊNCIAS
Conforme debatido na reunião anterior, o fato do aluno não poder mais ser expulso da escola e sim transferido para outra instituição, o decorrer desta transferência não constar para qual escola o mesmo seria encaminhado, o aluno acaba se perdendo no meio do caminho, uma vez que ele não busque nenhuma outra instituição de ensino para ingressar.  D
aí torna-se necessária a transferência assistida para acompanhamento da criança/adolescente, possibilitando que da data da emissão da mudança de escola o aluno já tenha em mãos a matrícula efetivada em outra instituição para qual será encaminhado. Para que tal encaminhamento seja dado ao estudante é necessário que se estabeleça uma legislação que atenda as políticas públicas na área da Educação.


Texto: Liziane Ricardo                    Foto: Assessoria de Gabinete