Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Comissão de Saúde se reúne com diretoria do SAMU para avaliar atendimentos

Comissão de Saúde se reúne com diretoria do SAMU para avaliar atendimentos

por Diretoria de Comunicação — publicado 05/09/2017 14h40, última modificação 04/12/2017 18h13
Comissão de Saúde se reúne com diretoria do SAMU para avaliar atendimentos

Comissão de Saúde com diretoria do SAMU

A Comissão de Saúde, Meio Ambiente e Ciência da Câmara Municipal composta pelos Vereadores Renato Ferreira (Presidente), Ademir Silva (Secretário), César Tarzan (Membro) e Zé Luiz da Farmácia (suplente), se reuniu com a diretoria do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para avaliar os atendimentos da unidade nestes primeiros três meses de funcionamento, com dados apresentados pelo Secretário Executivo do CIS-URG José Márcio Zanardi e pelo Gerente de Logística Dárcio Abud Lemos.

2017 - SAMU José MárcioA reunião foi norteada pelas estatísticas de atendimentos do SAMU que no período de 6 de junho à 4 de agosto, atendeu 56 mil ligações no 192. Destas ligações 25% foram trote, o que é um problema em todos os serviços de atendimentos públicos como é o caso na Polícia e Corpo de Bombeiros. “Nosso ideal é chegar a um nível de excelência nos nossos atendimentos, pois já conseguimos um feito de realizar 7 mil atendimentos via telefone com a nossa equipe orientando as pessoas a resolver os problemas sem precisar se deslocar para uma unidade de saúde”, informou José Márcio.

Segundo os dados apresentados no total as equipes do SAMU fizeram 16 mil atendimentos nestes três meses, e 10% do atendimentos foram resolvidos dentro da própria ambulância, e em média 9 pessoas foram levadas por dia para a Unida de Pronto Atendimento (UPA- Padre Roberto) de acordo com o Secretário Executivo do CIS-URG.
José Márcio revelou que neste período de junho até hoje, o Hospital São João de Deus recebeu 479 pacientes do SAMU, “nós precisamos da abertura do Hospital Público Regional (HPR) para efetuar os atendimentos que não temos  como cirurgias vasculares,traumatismo craniano, Acidentes Vascular Cerebral (AVC), UTI Neonatal, ortopedia. O funcionamento do Hospital Regional é essencial para desafogar os hospitais da cidade”, frisou.

SALA VERMELHA

O Presidente da Comissão de Saúde, Renato Ferreira questionou aos administradores do SAMU a respeito da utilização da Sala Vermelha, uma vez que os vereadores tem recebido em seus gabinetes denuncias da população sobre a má utilização do local. “Nós recebemos denuncias que a Sala Vermelha não estaria cumprindo o seu papel de estabilizar o paciente e encaminhá-lo para internação e que estaria sendo feita de UTI. Por isto gostaríamos de averiguar com vocês se esta mesmo ocorrendo este tipo de situação?”, questionou Renato Ferreira.

Segundo José Márcio, não há nenhuma informação de que esteja acontecendo este tipo de situação na Sala Vermelha, e aproveitou para esclarecer que o local é um espaço que pertence ao Hospital São João de Deus, e que lá constam 4 leitos disponíveis para o Sistema Único de Saúde (SUS) e dois leitos particulares, porém devido o SUS estar disponível para todos, há quem possa interpretar erroneamente que esteja havendo a má utilização do espaço. “Nós ainda não tivemos nenhum problema com relação a ausência de leitos por este motivo. Sabemos que o local é utilizado para dar encaminhamento aos pacientes, e ou para que seja feitos rápidos procedimentos médicos”, respondeu José Márcio. 

2017 - Comissão de Saúde reúne com SAMUHOSPITAL REGIONAL

O Hospital Público Regional também foi pauta de debate e nas avaliações do Secretário Executivo e do Gerente de Logística o problema de Divinópolis hoje são os casos de média complexidade que não tem sido atendidos. Faz-se necessário que haja na microrregião um hospital para atender casos de média complexidade e assim seja possível regular o sistema de saúde.

Dárcio Abud sugeriu que a Comissão de Saúde pense a médio prazo e corra atrás dos governantes sobre o término do Hospital Regional junto dos dois deputados federais Jaime Martins e Domingos Sávio, além dos deputados estaduais Fabiano Tolentino e Fábio Avelar.

O Presidente da Comissão de Saúde sugeriu que fosse feita uma convocação dos Prefeitos dos 54 municípios que serão atendidos pelo Hospital Público Regional para que fosse feito um mutirão em prol da finalização do hospital para colocá-lo em funcionamento.

Texto e Fotos: Liziane Ricardo

 

registrado em: , ,