Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Comissão ouve demandas relacionadas ao futebol de campo

Comissão ouve demandas relacionadas ao futebol de campo

por Diretoria de Comunicação — publicado 06/07/2017 16h20, última modificação 04/12/2017 17h55

Dando sequência nas reuniões especiais para fazer um diagnóstico do esporte em Divinópolis e traçar um plano estratégico com políticas públicas para desenvolver e profissionalizar o setor, a Comissão de Educação, Esporte e Cultura da Câmara, composta pelos vereadores Janete, Nonato e Renato Ferreira, realizou na tarde da quarta-feira a reunião com os representantes do futebol de campo no município.

Da mesa de trabalhos, além dos vereadores integrantes da comissão, fizeram parte o Secretário Municipal de Esporte e Lazer, Éverton Dutra e o Presidente do Conselho Municipal de Esporte, Rodrigo Rodrigues. O público presente era composto em sua maioria por dirigentes das escolinhas de futebol da cidade e participaram também os diretores da LMDD, a Liga Municipal de Desportos.

Dentre as demandas apresentadas, a mais frequente era necessidade de limpeza periódica dos campos da cidade já que muitos acabam por ficar cobertos pelo mato. Neste aspecto, a maior dificuldade segundo o Secretário da área, é o fato de que a pasta não possui maquinário para este tipo de trabalho e quando consegue com outra secretaria tem o impecílio de não poder usar o equipamento em terreno privado. Ou seja, apenas os campos que pertencem ao município podem receber a limpeza. A Comissão ficou de estudar os aspectos legais para que o município possa ser parceiro na limpeza destas áreas.

Foi apontada também a necessidade de se estruturar melhor os campos da cidade com alambrado, vestiários e outras benfeitorias. Para isto é necessário porém resolver a situação de vários campos que hoje funcionam em terrenos em situação irregular com áreas públicas e privadas e até dificuldade de se localizar escrituras de posse. Muitos estão cedidos em regime de comodato e o comodatário simplesmente desistiu de cuidar da área. Ficou acertado que a Comissão irá fazer levantamento sobre a situação de todos estes campos.

Foi discutida também a necessidade de se organizar um calendário esportivo oficial para a cidade para que eventos públicos e privados não concorram entre si, esvaziando campeonatos, fazendo com que muitos deixem de existir por falta de equipes inscritas em razão de estarem acontecendo ao mesmo tempo.

Também foi apresentada a situação das entidades e clubes de esporte que se encontram com várias pendências legais, no que tange a documentação ou débitos com o fisco. A Comissão determinou que será feito um trabalho de suporte jurídico para que estas consigam colocar em dia sua situação. Muitos clubes não conseguem sequer receber verbas viabilizadas pelos deputados da região, porque não possuem situação legal regularizada junto aos órgãos públicos.

Outro ponto abordado foi a agressividade de alguns pais que já chegaram até a agredir árbitros durante competições que seus filhos estavam disputando. Para tratar deste assunto será feita uma Audiência Pública para discutir alternativas para trabalhar educação em campo. A maior dificuldade é convencer os pais que tem essa postura a participarem de reuniões. Geralmente são participativos aqueles que não criam nenhum tipo de problema.

Surgiram algumas situações pontuais que também serão tratadas pela Comissão individualmente como a valorização da LMDD e problemas particulares de áreas, campos e clubes da cidade.

registrado em: , ,