Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Dona Chiquinha do bairro Afonso Pena tem seu nome eternizado em Rua de Divinópolis

Dona Chiquinha do bairro Afonso Pena tem seu nome eternizado em Rua de Divinópolis

por Diretoria de Comunicação — publicado 30/08/2017 14h55, última modificação 04/12/2017 18h11
Dona Chiquinha do bairro Afonso Pena tem seu nome eternizado em Rua de Divinópolis

Familiares de Dona Chiquinha

Vereadores de Divinópolis aprovaram o Projeto de Lei CM 085/2017, de autoria do Presidente da Câmara, Vereador Adair Otaviano, que denomina “Francisca Amaral Rodrigues” a rua “C”, no Bairro Alto das Oliveiras. A votação ocorrida na tarde da terça-feira (29), foi acompanhada por familiares emocionados com a homenagem prestada a uma das mais queridas moradoras do bairro Afonso Pena.

Mais conhecida como Dona Chiquinha, Francisca Amaral Rodrigues nasceu no dia 03 de novembro de 1941, em Divinópolis. Era a caçula de oito irmãos, filha de Dona Afonsina Marques do Amaral e Eduardo Amaral. Aos 18 anos de idade casou-se com Walter Batista Rodrigues e teve 10 filhos, Gefison, Giovanni, Ilana, Jairo, Hudson, Valéria, Fábio, Angélica, Eduardo e Kassia, além dos netos e bisnetos.

Sempre dedicou sua vida a cuidar da família, principalmente os filhos. Dona Francisca sempre residiu no bairro Afonso Pena e era uma pessoa muito querida por todos, portanto sua casa estava sempre cheia de amigos. Desde seus 22 anos apresentava uma saúde frágil, mas mesmo com as complicações de saúde, foi uma mulher guerreira e criou com muita dedicação e amor os seus dez filhos, teve a vitória de ve-los vencerem na vida, alguns com curso superior como: Engenheiro Elétrico, Químico, Contador, Vendedores e empresários, mas para ela, o que mais a engradecia, era de ver todos os filhos crescendo cidadãos de bem e de bom caráter.

“Dona Chiquinha” nos deixou muito cedo, faleceu no dia 10 de março de 2005, com 64 anos de idade, em decorrência de “Diabetes e Pneumonia Bacteriana” doenças contra as quais ela lutou desde seus 38 de idade. Devota de São Sebastião sempre ajudava nos eventos religiosos, comunitários e sempre ajudava as pessoas mais necessitadas, pois era muito caridosa. 


registrado em: