Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Sinal verde para Usina Solar na Câmara

Sinal verde para Usina Solar na Câmara

por Diretoria de Comunicação publicado 21/02/2018 15h04, última modificação 21/02/2018 15h04
O projeto também engloba a possibilidade de uma obra com instalação de reservatórios e coleta de água da chuva para ser reutilizada em descargas e manutenção do jardim.
Sinal verde para Usina Solar na Câmara

Placas de energia solar - Ilustração da Internet

O Presidente da Câmara Municipal de Divinópolis, Vereador Adair Otaviano de Oliveira, assinou Portaria que constitui a Comissão Especial para elaborar o Termo de Referência para instalação do Sistema de Energia Fotovoltaico para implementar o Projeto Sol + Câmara.

Este é o sinal verde para que seja colocado em prática o mais ambicioso projeto ecológico do Poder Público do interior de Minas Gerais. O projeto consiste na instalação de uma Usina Solar sobre o telhado da sede do Poder Legislativo permitindo que a Câmara economize até 95% na conta de energia elétrica. O projeto também engloba a possibilidade de uma obra com instalação de reservatórios e coleta de água da chuva para ser reutilizada em descargas e manutenção do jardim.
A comissão especial será formada pelo secretário geral Flávio Ramos, Procurador Geral, Bruno Cunha, Chefe de Gabinete da Presidência, Rodrigo Moura e pelo Diretor de Administração e Suprimentos, Newton Silva.

A Câmara Municipal gastou ano passado R$ 96.471,68. Caso o Poder Legislativo consiga implantar a Usina Solar essa conta será de cerca de R$ 100,00 por mês. O recurso para instalação de uma Usina Solar que torne a Câmara auto suficiente em energia elétrica pode vir da economia que se fez com a não renovação do aluguel dos veículos que atendiam aos gabinetes parlamentares e outras medidas de contenção de despesa.

O presidente da Câmara de Divinópolis, Vereador Adair Otaviano, destacou que este será um marco importante de sua administração: - “como administrador que sou, responsável pela boa aplicação do dinheiro do povo, acredito que este projeto pode ser um símbolo para que as pessoas percebam a importância de preservamos o nosso planeta e também um exemplo de como um administrador deve respeitar o dinheiro do povo implantando projeto que revertam em prol do povo.”

O Projeto Sol + Câmara, após a sua viabilização, será a melhor forma de proteger dos aumentos das tarifas de energia elétrica. A geração de energia solar já é uma realidade. O sistema será pago com a economia gerada dentro de quatro anos. O sistema de energia fotovoltaico tem vida útil superior a 25 anos de uso e demanda pouca manutenção.