Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Trote no Samu pode custar uma vida

Trote no Samu pode custar uma vida

por Diretoria de Comunicação publicado 21/05/2018 11h15, última modificação 21/05/2018 11h28
Semana de conscientização pretende reduzir elevado número de trotes no Samu Oeste com palestras em escolas
Trote no Samu pode custar uma vida

Vereador Nonato lembra vigência da Lei Estadual 22.452/ 2016 contra trotes

Trotes telefônicos são um grande problema para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu Oeste).

Em 2017, início do atendimento 192, no Oeste, 23% a 27% das ligações recebidas na Central de Regulação das Urgências, em Divinópolis, eram de falsas ocorrências, fazendo desviar uma estrutura que poderia estar atendendo em algum local emergencial.

De 67 mil ligações recebidas, em novembro passado, por exemplo, 17.762 eram trotes. O número representa 26,50% das ligações. O Samu Oeste atende a 54 municípios da região, em 25 bases centralizadas.

Por um Samu sem trote

Para tentar reduzir o número de ocorrências falsas e assustadoras, o vereador Raimundo Nonato (PDT), segundo-secretário da Câmara, apresentou proposta de instituição da Semana Municipal “Por um Samu sem trote”, transformada na Lei 8.368/2017.

— Esse é um dado alarmante que compromete a boa e pronta prestação de serviço pelo SAMU, e que merece e deve ser combatida com rigor, pois, coloca em risco especialmente a vida do cidadão que realmente necessita ser socorrido — afirma o vereador Nonato, lembrando que “se as campanhas de conscientização não surtirem os efeitos esperados”, só resta a aplicação das multas previstas na Lei Estadual 22.452, de 22/12/2016.

O objetivo da semana, portanto, é de “conscientizar a população de que a prática de trote potencializa o risco de morte daquele que realmente necessita do serviço de atendimento móvel de urgência”.

Iniciativa bem recebida

Divinópolis, cidade sede de regulação do Samu Oeste, estimula as instituições de ensino do do Fundamental a implementar atividades “que transformem o educando em agente consciente e divulgador da importância de se ter um SAMU sem trote”.

— Exemplo que deveria ser seguido, nos demais 53 municípios que integram o consórcio, é dado pela Câmara Municipal de Divinópolis, por meio da Escola do Legislativo Deusdedith Carrilho. É muito oportuna esta semana proposta pelo vereador Nonato — comentou o presidente da Câmara Adair Otaviano (PMDB).

Primeiras escolas

Nesta semana, de 21 a 25, cinco escolas escolhidas por sorteio terão atividades de conscientização sobre o sistema Samu Oeste, envolvendo palestras e aulas práticas sobre funcionamento do atendimento nas ambulâncias. Tempo estimado: 90 minutos.

São estas as escolas que inauguram a “Semana Municipal de Samu sem trote”, em Divinópolis:

► Segunda-feira 21: Centro Técnico Pedagógico (CETEPE), sob direção de Nilton Frederico da Costa, para cerca de 180 alunos de 11 e 12 anos, turnos da manhã e da tarde;

► Terça-feira 22: Escola Municipal Otávio Olímpio de Oliveira, sob direção de Maria Regina Carregal de Souza, para cerca de 100 alunos de 13 e 14 anos, turno matinal;

► Quarta-feira 23: Escola Estadual Antônio Gonçalves de Matos, sob direção de Aparecida Fonseca de Sousa, para cerca de 85 alunos de 13 e 14 anos, turno matinal;

► Quinta-feira 24: Escola Estadual Martin Cyprien, sob direção de Carlos Alberto Inácio, para cerca de 120 alunos de 15 a 17 anos, turno matinal;

► Sexta-feira 25: Escola Estadual Padre Matias Lobato, sob a direção de Nívia da Silva Faria, para cerca de 120 alunos de 11 e 12 anos, turno matinal.

Quando acionar o Samu 192

- Parada cardiorrespiratória; dor forte no peito (infarto); dificuldade de respirar/ engasgo; suspeita de acidente vascular cerebral (derrame); intoxicação (envenenamento); queimadura grave; choque elétrico;

- Acidente de trânsito com vítima; queda grave e fratura; afogamento; surto psiquiátrico; ferimento causado por arma de fogo ou arma branca; trabalho de parto com risco de morte para a mãe ou para o bebê.

 

Texto: Flávio Flora       -      Foto: Helena Cristino