Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Novo líder de Governo na Câmara é definido

Novo líder de Governo na Câmara é definido

por Diretoria de Comunicação publicado 04/02/2019 15h28, última modificação 04/02/2019 15h28
Vereador Eduardo Print Jr aceitou convite do Prefeito Galileu
Novo líder de Governo na Câmara é definido

Vereadores Renato Ferreira, Eduardo Print Jr, Prefeito Galileu e Presidente da Câmara Kaboja

A liderança de Governo é a função confiada a um Vereador que geralmente é escolhido pelo Chefe do Executivo para representar seus interesses dentro das discussões no Processo Legislativo. O líder norteia a discussão e a votação de projetos do Executivo, além é claro de participar de articulações políticas entre os dois Poderes.


Dentro destes quatro anos de mandato 2017-2020, ocuparam o cargo de líder do Governo os Vereadores: Edson Sousa (MDB) e Rodrigo Kaboja (PSD). E para assumir a responsabilidade na Câmara de Divinópolis a partir de 2019, o Prefeito Galileu Machado (MDB) convidou o Vereador Eduardo Print Jr (SDD) que aceitou o convite na manhã desta segunda-feira (4) no Centro Administrativo.


A liderança de Governo é um grande desafio para os Vereadores que ocupam essa vaga, considerando as atuais dificuldades financeiras que os municípios mineiros estão enfrentando dentro da economia do país.
De acordo com o Presidente da Câmara de Divinópolis, Rodrigo Kaboja (PSD), que foi líder até dezembro de 2018, a missão de defender as discussões em torno dos projetos do Executivo, se faz importante também para que sejam priorizados os interesses em comum da cidade. “A função de liderança, é muito importante para criar pontes entre os Poderes Legislativo e Executivo. E desejo boa sorte, a essa nova função que o Vereador Eduardo Print Jr irá assumir daqui pra frente”, afirmou Kaboja.

 

O Vereador e segundo secretário da Mesa Diretora da Câmara, Renato Ferreira (PSDB) também estava sendo sondado pelo Prefeito Galileu para ocupar a vaga da liderança, porém disse no encontro desta manhã que o colega Eduardo Print Jr é uma pessoa confiável, experiente que irá desempenhar bem a função. “Eu apoio o Eduardo Print Jr, e vejo que ele já exerce uma boa liderança política entre os Vereadores da Casa. Nós, os 17 Vereadores, precisamos nos preocupar com o desenvolvimento da cidade, pois não é hora para vaidades”, frisou Renato Ferreira.

 

O novo líder de Governo, Eduardo Print Jr afirmou que assumirá o compromisso de mostrar com transparência todos os atos do Executivo e Legislativo. Questionado sobre o que levou o Vereador a aceitar a missão de Líder do Governo, o edil disse que: “você vê a cidade numa situação delicada, assim como também é situação do Estado, onde os impostos não estão sendo repassados para os municípios. E cabe a nós tentar ajudar a cidade para que ela não quebre, a visão que temos é que se a situação econômica pode se agravar até 2025 e pode ser que a cidade quebre. Divinópolis já foi polo da siderurgia e da confecção e hoje está caindo no ranking por falta de fomento. Foi pensando em tudo isso, que aceitei a liderança para representar o Governo na Câmara e fazer a interlocução do Executivo com o Legislativo, esse é o meu papel”. O parlamentar também ressaltou que durante a liderança pretende combater as ‘fake news’ que são constantes no meio político, principalmente no que diz respeito as matérias enviadas para a Casa. “Pretendo abrir diálogo entre os dois Poderes e mostrar tudo com muita transparência”, frisou Print Jr.

 

PROJETOS

O novo líder do Governo também citou sobre matérias consideradas polêmicas que devem aportar na Câmara neste ano, como exemplo do IPTU, Planta de Valores, Segregação de Massa e Georreferenciamento. “O IPTU é um projeto que precisa ser votado, nunca fui conta a matéria, eu era contra as alíquotas, se isso for estudado e reajustado o projeto deverá ser aprovado considerando que já tivemos recomendação do Tribunal de Contas e do Ministério Público. As pessoas precisam entender que a população carente não será afetada com a aprovação. Quanto a Segregação de Massa todos os servidores serão ouvidos e vamos tentar optar pela proposta que tiver menor impacto e que preze pela sobrevivência do Diviprev. E por fim o georreferenciamento já fala por si, pois, é o projeto de uma ferramenta que irá atualizar as construções existentes na cidade, e que não fará nada além do que justiça social”, finalizou Eduardo Print Jr.




Texto: Liziane Ricardo                                                Foto: Divulgação